[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub
 
»» O SABER NÃO OCUPA LUGAR >> Textos, Opiniões e Comentários Pub
Pub  
 

Arganilenses foram leiteiros em Lisboa
FOTOS

Carlos Gomes(*)

A esse tempo existiam também os lactários que eram escolas e jardins-de-infância especialmente destinados às crianças mais desfavorecidas. E, tal como o nome indica, dispunham de estábulos onde eram criadas vacas leiteiras que asseguravam o fornecimento de tão precioso alimento considerado indispensável ao crescimento saudável das crianças.

Com o decorrer do tempo, muitas profissões foram desaparecendo. Mas os arganilenses ficaram. Deixaram de percorrer as ruas da cidade com os seus animais e as vasilhas leiteiras fazendo distribuição ao domicílio. Fizeram aquilo que agora é usual designar-se por “reconversão profissional”: tornaram-se nos conceituados pasteleiros e confeiteiros de Lisboa!

Venda de leite ao domicílio, no início do século XX, em Lisboa.
(Foto: Arquivo Fotográfico da CML)

O leite era recolhido no momento em que o cliente era servido.
(Foto: Arquivo Fotográfico da CML)

O leiteiro passando na Praça da Estrela, em Lisboa, às primeiras horas da manhã.
A foto é de 1918.
(Foto: Arquivo Fotográfico da CML / Colecção Rey Colaço)

Distribuição do leite, em Lisboa, em meados do século XX.
(Foto: Arquivo Fotográfico da CML)

(*) Jornalista, Licenciado em História


Ler texto sobre este assunto>>>
 

Textos de Carlos Gomes - Index>>>

Outros Textos e Opiniões >>>

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster