[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Gastronomia Regional > Doces Pub
Pub    
 
 


 

Rabanadas
Montalegre
Ingredientes


1l de água
2 a 3 colheres de sopa de mel
1 casca de limão
2 gemas de ovo
Leite q.b.
Pão q.b.
2 Ovos
Açúcar e Canela para polvilhar q.b.
Óleo para fritar


Confecção

Rabanadas - MontalegreCorta-se o pão de cacete ou trigo de quatro cantos em fatias da grossura (+-) um dedo. Põe-se ao lume um tacho com água, quando levantar fervura junta-se a casca de limão, deixando ferver um pouco. Deixa-se arrefecer ligeiramente e adicionam-se as duas gemas, que entretanto foram desfeitas num pico de leite, envolvendo-se tudo muito bem. Temos assim o preparado para demolhar o pão.

À parte, batem-se os dois ovos. Demolham-se as fatias de pão (no preparado), que devem ser colocadas numa escumadeira uma a uma para não desfazerem e depois de embebidas (demolhadas, pois o pão é conveniente estar um pouco duro, ou seja, retardado) vão-se fritando em óleo bem quente, até adquirirem um aspecto dourado. Dispõem-se numa travessa e polvilham-se com açúcar e canela.

Nota: Em vez de polvilhadas com açúcar e canela, também é hábito e tradição regarem-se com calda de açúcar e limão.


<<Receita anterior +++++ Receita seguinte>>
 

Ir para Vinhos ou Receitas de: Sopa + Peixe + Doces e Sobremesas


 

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster