[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Festas e Romarias Pub
Pub    
 

Festa da Coca
Monção - Alto Minho

Entusiasmada com os avanços da Coca, a multidão acicata São Jorge para que invista sobre o mostro. A luta começa logo após a procissão do Corpo de Deus, na Praça de Deuladeu, em Monção. A assistência forma um círculo em torno do dragão e do cavaleiro. Este representa São Jorge. Designado por Coca, o «animal» é constituído por uma armação em madeira que homens movimentam a partir do interior. A batalha termina sempre com a vitória do santo que, num último assalto, corta uma das orelhas á Coca. Desconhece-se o que fez surgir esta tradição de que há memória desde o século XVI, e que não se repete em mais nenhuma localidade do país.

Envolto numa capa vermelha, armado de elmo e lança, o cavaleiro faz-se ao dragão desferindo-lhe rudes golpes, de modo a desfazer-lhe a carapaça. As cores berrantes do mostro chegam por vezes a assustar o cavalo. Mas o gáudio das gentes atinge o rubro quanto o santo enfrenta a Coca e lhe rouba a orelha. Sem ela o dragão fica incapacitado para continuar a lutar. Esvazia-se a praça: o Mal foi vencido pelo cavaleiro do Bem. É aqui que radica a génese da festa da Coca, palavra que no Minho significa maldade.

No largo onde se dá a luta da Coca – o antigo terreiro – ergueu-se um monumento a Deuladeu, a mulher de Vasco de Abreu, o alcaide de monção quando governava D. Fernando I. Esta mulher protagonizou, tal como o combate contra a Coca, uma mítica história ligada à defesa da vila. Durante um cerco castelhano, vendo que a presença das tropas inimigas se perpetuava além das possibilidades de defesa, decidiu cozer uns pães com a escassa farinha que lhes restava e atirá-los aos sitiantes, com o recado de que, se precisassem de mais mantimentos, ainda havia cereal disponível. Acreditaram nisso as tropas de Henrique II de Castela e levantaram cerco, por afinal estarem tão mal de provisões como os sitiados. A audaz Deuladeu, na praça com o seu nome, está representada com uma peneira de farinha na mão esquerda, numa clara alusão à acção que a tornou famosa.

Importante praça na defesa da fronteira, na margem esquerda do Minho, foi dotada de um castelo no século XIV, durante o reinado de D. Dinis.

Outro texto sobre a Festa da Coca - Monção>>>

Fonte: In GUIA Expresso “O melhor de Portugal” – 12 – Festas, Feiras, Romarias, Rituais

Voltar para Menu das Festas e Romarias>>>>>

Também poderá gostar de ler...
» Romaria de Nossa Senhora dos Remédios
Lamego
» Romaria de S. João d'Arga
Caminha - Viana do Castelo
» Festa das Fogaceiras
Sta Maria da Feira
» Festa das Cruzes
Monsanto
» Festa da Mãe Soberana
Loulé
  Gosta da página? Partilhe!

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster